A acne e as espinhas

A acne e as espinhas devem ser das doenças cutâneas mais comuns, afectando tal como acontece com os pontos negros, apenas a pele gordurosa. As suas causas encontram-se em funcionamento excessivo das glândulas sebáceas. A acne tal como as espinhas, surge nas regiões do corpo em que estas glândulas são numerosas: no rosto, no pescoço, nas costas, no peito e nos braços.

O problema da acne e das espinhas


Como é sabido, os jovens são as suas vítimas mais frequentes. Não se trata de um acaso, mas sim de um fenómeno ligado ao desenvolvimento das glândulas sexuais. Porem, a doença pode manifestar-se também alguns anos mais tarde, como por exemplo em perturbações de foro gastrointestinal, obstipação crónica ou de deficiências hormonais, de um consumo imoderado de estimulantes e em certas pessoas, após a ingestão de determinados medicamentos contendo iodo ou bromo. Mas como se pode reconhecer este problema de pele no estádio inicial e começar um tratamento? A forma mais inofensiva de que se reveste esta afecção de pele é o chamado “acne ou espinhas com pontos negros”, os quais aparecem no rosto e também no pescoço, no peito nas costas e nos braços.

Pode-se afirmar desde logo, que é impossível uma cura definitiva se as espinhas acne ou pontos negros não forem espremidos. É evidente que esta operação não deve ser realizada de qualquer maneira. A pele terá de ser primeiro desinfectada com álcool puro, os dedos envolvidos com um lenço limpo e só depois se podem espremer os pontos negros. Por fim, a pele deve ser novamente desinfectada. Existe alias, um aparelho próprio para espremer os pontos negros, afirmando-se que torna a operação menos dolorosa. Na nossa opinião pessoal, parece-nos que com os dedos se tem uma sensibilidade muito maior do que com um instrumento. Seja como for, aconselha-se a submeter o rosto a um banho de vapor antes de proceder à extracção dos pontos negros.

O banho de vapor tem por finalidade, amolecer a camada córnea da pele, permitindo que os pontos se retirem mais facilmente. Para alem deles, pode também manifestar-se uma outra forma de obstrução dos poros, os chamados quistos sebáceos, constituídos por pequenos pontos brancos situados por baixo da pele, que podem atingir a dimensão de um alfinete ou ainda maior. Estes devem ser igualmente extraídos. Neste caso também se deve proceder à desinfecção da pele antes de efectuar a sua extracção. Caso ache muito arriscado faze-lo em casa, não hesite em recorrer a uma clínica de beleza. Os quistos sebáceos são confundidos com frequência, com os grânulos cutâneos.

Aos leigos, tanto uns como outros, parecem idênticos, pois quando com dois dedos se distingue a pele que cobre estas imperfeições, pode observar-se a existência de uma pequena esfera esbranquiçada ou amarelada. Contudo, enquanto os quistos sebáceos e os pontos negros estão ligados ao folículo piloso (à raiz do pêlo), os grânulos não têm qualquer orifício para o exterior. Isto implica com mais força de razão, que a pele seja aberta para eles se poderem extrair, não bastando portanto, exercer uma simples pressão. Infelizmente, é frequente estas glândulas aparecerem em redor dos olhos. Ora, como é sobejamente conhecido, esta região é a mais sensível do rosto. Por esse motivo, não aconselhamos a que os tente extrair sozinha, mas sim a dirigir-se a uma esteticista ou a um médico.

Quando os pontos negros ou os quistos sebáceos se infectam devido a um espremer exagerado, a fricção ou o endurecimento do sebo, a acne e as espinhas passam à sua segunda fase denominada de “pápulas”. Neste caso, as borbulhas avermelhadas, infectadas e dolorosas que surgem na pele não devem ser espremidas sob pretexto algum. Com efeito, se estas vesículas se tornarem purulentas ter-se-á chegado à ultima fase da acne: a de “pústulas”. Uma vez atingido este estádio, é frequente permanecerem sob a pele, feias e profundas cicatrizes mesmo após a cura.

Nunca reparou que a pele de certas pessoas está crivada de pequenas cavidades como se tivessem sido atacadas por varíola? Trata-se em regra de cicatrizes provenientes da acne e das espinhas que irão perdurar durante toda a vida, a menos que recorram à cirurgia estética. Nunca se deve deixar que este problema se arraste, chegando a este ponto. Se vigiar a sua pele e a tratar pelos meios adequados, mal observe os primeiros pontos negros, será possível evitar muitos aborrecimentos. Não deve, sob pretexto algum, esperar que se instale de uma forma agravada.

É sempre conveniente consultar um médico dermatologista, logo no estado inicial do aparecimentos das espinhas e da acne. Os sinais mais evidentes da doença são: formação repetida de borbulhas, a sua constante inflamação, o facto de não se registarem melhorias apesar do tratamento sistemático e prolongado de cremes especiais. A situação pode ainda tornar-se mais grave, no caso de se verificar a formação gradual e imperceptível, sob a pele, de nódulos arroxeados provenientes de pequenas escamas cutâneas. Finalmente, torna-se também necessário consultar um medico quando a pele se apresente durante anos seguidos sempre cheia de pústulas, mesmo depois de ter ultrapassado o período da puberdade.

Sem Comentarios


Comenta

Tem de estar logado para comentar.


Web Stats