Os benefícios das massagens

Os benefícios das massagens são maiores do que se possa pensar, mas para quem dá uma massagem ao rosto e corpo ao acaso, engana-se redondamente ao pensar que retira daí qualquer benefício. É que nem tudo quanto se faz, pode estar incluído dentro dessa denominação.

Conheça os verdadeiros benefícios das massagens


No entanto, como nos sentimos bem, frescas, rejuvenescidas após uma boa massagem feita por mãos competentes. Alias, não é para admirar, pois os músculos e os tendões descontraem e relaxam, a pele passa a ser mais bem irrigada, os detritos e as células mortas eliminam-se com maior rapidez. Tudo isto contribui para que as massagens tenham benefícios sejam consideradas desde sempre um dos pontos favoritos dos cuidados de beleza, para não falarmos das que se realizam com fins terapêuticos a certos feixes nervosos como o tecido conjuntivo. A massagem consiste em esfregar, comprimir, friccionar, dar pancadas ligeiras, sacudir a pele, e ao mesmo tempo oleá-la, unta-la e aplicar-lhe cremes e pós; em suma, consiste em fazer tudo quanto é possível para se conseguir uma pele bem irrigada, lisa e saudável. Por esse motivo, todos os gestos praticados terão de ser os correctos. Deve conhecer-se exactamente a configuração dos diversos músculos, a estrutura dos feixes nervosos, das veias e vasos linfáticos, não se podendo admitir roturas ou distensões. Em resumo, só conseguirá ser um bom massagista quem possuir algumas noções de medicina e uma sólida formação profissional.

Será assim de admirar que uma massagem ao rosto e ao corpo feita pela própria pessoa não dê bons resultados? O que sabe o leigo sobre o seu próprio organismo? Isto sem contar com o facto de ser difícil relaxar certas partes do corpo durante a massagem e contrair simultaneamente as que realizam os movimentos. Alias, quando se aplicam sobre a pele determinados produtos de tratamento, como óleos cremes ou emulsões, podemos considerar que estamos a dar uma massagem ligeira. Em contrapartida as massagens verdadeiras só devem ser feitas por profissionais habilitados e experientes, como os que trabalham em institutos de beleza, em saunas e consultórios especializados. Elas são eficazes, sobretudo após a utilização de água quente, de vapor de água ou a seguir à sauna. Em geral, os institutos de beleza, realizam mais frequentemente a massagem facial ao rosto ou parcial; é normalmente que aí, a massagem facial seja mais bem executada e aliada muitas vezes às fumigações e ao peeling. Em regra, uma massagem ao peito é realizada juntamente com uma massagem facial e ao pescoço. Com efeito, os vestidos muito decotados ou sem alças, sobressaem mais e são mais sedutores quando revelam uma pele impecável. Mas são exactamente aquelas partes do corpo que ao contrário do rosto, não estão expostas ao ar, nem recebem cuidados tão intensivos, que mais necessitam destes tratamentos.

Também as massagens às costas trazem benefícios quando bem executadas, constituem um alívio sobretudo para as pessoas que costumam estar muitas horas sentadas. Isto acontece na maioria dos empregos femininos, acrescido ao facto das cadeiras não serem na maioria das vezes ergonómicas, tornando-se assim impróprias, desconfortáveis e pouco saudáveis. Por esse motivo, os músculos dorsais e da nuca costumam apresentar-se muitas vezes contraídos e endurecidos. Daí resultarem dores nas costas, na cabeça, enxaquecas e outros males. Nestes casos, uma simples massagem, costuma dar bons resultados, ou melhor ainda, uma massagem curativa ao tecido conjuntivo que deve ser todavia, executada apenas por massagistas especializados. O mesmo acontece aos braços. As pessoas cujas mãos estão sempre activas, mas se vêm obrigadas a manter no emprego uma posição rígida, como por exemplo as administrativas, que trabalham imensas horas no computador, ou as operárias fabris que executam constantemente o mesmo movimento, poderiam retirar muitos benefícios com as massagens aos braços e ás mãos. Se forem realizadas juntamente com uma massagem dorsal, o seu efeito será como é óbvio, duplamente benéfico.

Embora seja possível massajarmos e friccionarmos os nossos próprios braços, isso não passa de uma solução de emergência. Mesmo assim, não se deve esquecer de que a massagem terá de ser feita na direcção do coração e nunca ao contrário. Por outro lado já foi dito, que os seres humanos da actualidade estão sentados quase todo o dia, e quando se movem, fazem-no quase exclusivamente sobre pavimentos duros. Muito têm as nossas pobres pernas e pés de suportar durante toda a vida. As consequências estão à vista: articulações inchadas, má circulação, deformações nos pés, etc. Como é evidente, os  benefícios das massagens aos membros inferiores não bastam para resolver todos os nossos problemas, mas em combinação com outras terapêuticas, revigoram e melhoram a circulação, o que já é muito bom. É possível executarmos as nossas próprias massagens nos tragam benefícios : na posição sentada, com as pernas dobradas, procuramos descontrair os músculos que comprimimos e friccionamos levemente, sempre na direcção do coração. Devemos proceder com precaução em presença de varizes.

Sem Comentarios


Comenta

Tem de estar logado para comentar.


Web Stats